Especial Esquadrão | O singular vilão: Capitão Bumerangue!


Muitos não dão a devida atenção ao Capitão Bumerangue, chegando até a desvalorizarem o personagem. Porém, verdade seja dita, ele é um dos vilões mais originais dos quadrinhos.

Capitão Bumerangue teve sua primeira aparição na década de 60, sendo inserido como um dos bandidos da cidade de Central City, a residência do herói Flash. George “Digger” Harkness é um criminoso letal, resiliente e muito habilidoso com bumerangues! (Olha, quem diria?!) É um dos vilões mais recorrentes nas HQ’s do Flash, aparecendo em mais de 500 quadrinhos da DC Comics.

 


Digger Harkness nasceu na Austrália e cresceu em extrema pobreza. Muito cedo, foi para os Estados Unidos, onde conseguiu um emprego como dublê e garoto-propaganda de uma linha de bumerangue de uma fábrica de brinquedos. Com o passar do tempo, os negócios começaram a dar errado e, achando que não haviam opções, Digger usou sua fantasia de garoto-propaganda para conseguir dinheiro, caindo no gosto da vida criminal.

Assim, surgiu o Capitão Bumerangue, um vigarista que faz qualquer coisa para ganhar dinheiro. Boomer, como também é conhecido, não possui superpoderes, porém, tem habilidades em produzir bumerangues personalizados e alterados que podem explodir, cortar e voltar para ele de maneira inteligente. Ele acaba criando um arsenal de diversos tipos de bumerangues, dos quais manuseia de forma letal. Harkness não é um homem de personalidade tranquila. Ele possui um temperamento explosivo, o que faz com que ataque até mesmo seus aliados, no menor indicativo de provocação.

Em suas primeiras aparições, atuava sempre sozinho, mas com o passar do tempo se tornou membro da equipe do Esquadrão Suicida, embora não seja muito bom em trabalhar com mais pessoas. Obrigava-se a realizar serviços ao governo dos Estados Unidos por pressão da tirana Amanda Waller, diretora do Esquadrão, em troca de viver fora das grades da prisão Belle Reve.

 


Apesar de sua regularidade como integrante do Esquadrão Suicida, Boomer é um dos integrantes mais odiados da equipe. Frequentemente faz comentários racistas e sexistas sobre seus companheiros de time e não é um cara confiável, pois costuma trair seus colegas. Tem uma personalidade que incomoda até mesmo aqueles que são vilões. Apesar de ser, praticamente, uma “persona non grata” (embora essa característica mude um pouco, dependendo de quem está escrevendo), Capitão Bumerangue surpreende por sua constância no Esquadrão, nos levando a crer que sua presença é tolerada devido sua eficiência nas tarefas destinadas.

Além dos quadrinhos, já vimos mais do Capitão Bumerangue em animações, jogos de videogames, séries televisivas e no cinema, onde foi interpretado pelo ator australiano Jai Courtney, que viveu o vilão em “Esquadrão Suicida” (2016) e voltará a interpretá-lo no novo longa, do diretor James Gunn. Nas telas, o vilão é apresentado como uma figura mais agradável do que conhecemos nos quadrinhos, mantendo alguns pontos similares, como: sua antipatia por Amanda Waller (Viola Davis) e seu lado manipulador. No longa, Boomer foi o mais explosivo em suas ações, sendo capaz de atacar os guardas, mesmo estando “desarmado” de seus bumerangues.

 

 

O ator Jai Courtney, recentemente, falou sobre o personagem no novo filme do Esquadrão Suicida e o que podemos esperar dele. Em entrevista para o Coming Soon, o ator foi questionado como se sentiria caso sua participação fosse especial, com o personagem morrendo no início do filme: “Obviamente, não posso falar sobre isso, mas ficaria desapontado caso acontecesse”. Aparentemente, pode ser um sinal que o personagem não morrerá, já que ele também falou para ScreenRant que torce para um filme com foco na relação entre Flash e Capitão Bumerangue.

 

Breve encontro entre Flash e Capitão Bumerangue | “Esquadrão Suicida” (2016)
 

Se dependesse do ator, certamente já teria algo em desenvolvimento, mas ele sabe que a decisão não está em suas mãos. Porém, uma coisa é certa: a disposição de Jai Courtney para interpretar o Capitão Bumerangue, mais uma vez na telona, nós temos! Basta torcer para podermos ver mais do vilão em ação, fora da equipe suicida, encarando seu arquirrival direto, o Flash.

A data de lançamento de “O Esquadrão Suicida” está marcada para o dia 5 de agosto de 2021.

 

Texto criado em 24/07/2021 | Publicado em Terraverso

Muitos não dão a devida atenção ao Capitão Bumerangue , chegando até a desvalorizarem o personagem. Porém, verdade seja dita, ele é um dos v...

O Esquadrão Suicida | David Ayer elogia o novo filme de James Gunn, e desabafa sobre as críticas

Com o lançamento de O Esquadrão Suicida chegando, e as primeiras impressões do filme sendo positivas, as comparações com o filme lançado por David Ayer estão cada vez menos inevitáveis, porém, as críticas chegaram a outro nível. Fazendo o diretor do primeiro longa postar uma carta emocionante, em sua rede social, onde elogiou James Gunn e revelou informações sobre o filme de 2016.

 

 

Após inúmeros apontamentos, parece que o diretor resolver falar falar, iniciando um texto com “Minha vez…”

 

Eu coloquei minha vida em Esquadrão Suicida. Fiz algo incrível – meu corte é uma jornada intrincada e emocional com algumas “pessoas más” que são cagadas e descartadas (um tema que ressoa em minha alma). O corte do estúdio não é meu filme. Leia de novo. E minha versão não é a versão do diretor de 10 semanas – é uma edição totalmente madura de Lee Smith sobre o trabalho incrível de John Gilroy. É tudo uma trilha sonora brilhante de Steven Price, sem uma única música de rádio na coisa toda. Tem arcos de personagem tradicionais, performances incríveis, uma resolução sólida de terceiro ato. Um punhado de pessoas viu isso. […] Nunca contei o meu lado da história e nunca contarei … Sou da velha guarda assim. Então, mantive minha boca fechada e recebi o tsunami de críticas pessoais às vezes chocantes. 

 

O diretor concluiu dizendo que está “tão orgulhoso” de Gunn e “Eu apoio WB e estou emocionado que a franquia esteja conseguindo as pernas de que precisa… O trabalho brilhante de James fará milagres de milagres”, e que “Não vou mais falar publicamente sobre o assunto”. A tradução na íntegra da carta, com informações pessoais da vida do diretor, vocês podem conferir aqui.

 

Antes do lançamento de Esquadrão Suicida, de 2016, a Warner Bros. deu um passo incomum de encomendar vários cortes do filme a vários editores. Gilroy foi creditado na versão teatral. Na época, a Warner Bros. emitiu um comunicado admitindo que o filme teve “muita experimentação e colaboração ao longo do caminho”, mas disse: “Estamos muito orgulhosos do resultado… Este é um filme de David Ayer”.

 

Desde então, a Warner Bros. passou por uma extensa mudança de regime em 2019 e 2020, que incluiu Ann Sarnoff sendo nomeada CEO da WarnerMedia. Na corrida por fora, após o sinal verde que Liga da Justiça de Zack Snyder seria lançado, alguns fãs pediram pelo lançamento do corte de Ayer para Esquadrão Suicida. No entanto, o estúdio rejeitou a ideia, com Sarnoff dizendo à Variety em março: “Não iremos desenvolver a versão de David Ayer”. Quando a matéria foi publicada, Ayer twittou: “Por quê?“.  A Warner Bros. não fez comentários imediatos.

 

O Esquadrão Suicida, com direção de James Gunn, terá o retorno de Viola Davis como Amanda Waller, Margot Robbie como Harley Quinn, Joel Kinnaman como Coronel Rick Flag e Jai Courtney como o Capitão Bumerangue. Juntando-se a eles no filme estão David Dastmalchian como Homem das Bolinhas, Steve Agee como Tubarão-Rei, Daniela Melchior como Caça-Ratos 2, Idris Elba como Sanguinário, John Cena como Pacificador, Nathan Fillion como TDK, Pete Davidson como Blackguard, Flula Borg como Javelin , Mayling Ng como Mongal, Peter Capaldi como o Pensador, Michael Rooker como Savant, Alice Braga como Sol Soria e Sean Gunn como Weasel.

 

O filme está previsto para ser lançado nos cinemas, do Brasil, no dia 05 de Agosto.

 Texto criado em 29/07/2021 | Publicado em Terraverso

Com o lançamento de O Esquadrão Suicida chegando, e as primeiras impressões do filme sendo positivas, as comparações com o filme lançado po...